Modelos Brasileiros serão destaque em campanha publicitária de shampoo da Argentina

MODELOS BRASILEIROS DA MAJOR MODEL BRASIL SE DESTACAM EM PUBLICIDADE DE SHAMPOO INTERNACIONAL  

MODELOS BRASILEIROS DA MAJOR MODEL BRASIL SE DESTACAM EM PUBLICIDADE DE SHAMPOO INTERNACIONAL

 

MF COMPOSITES

 

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Quer estudar moda? Temos uma dica mara pra você!

Projeto final da aluna Beatryz Pena. Ela foi destaque de todos os cursos de graduação do IED São Paulo em 2016. Arrasou, né?! (Foto: Divulgação) Ano novo, curso novo! Poucas datas inspiram mais o começo de uma nova fase do que a virada de ano, né?! Que tal, então, aproveitar que 2017 está fresquinho e começar uma graduação ou pós?

beatriz-pena_aluna-ied-design-de-moda_640-major-modelProjeto final da aluna Beatryz Pena. Ela foi destaque de todos os cursos de graduação do IED São Paulo em 2016. Arrasou, né?! (Foto: Divulgação)
Ano novo, curso novo! Poucas datas inspiram mais o começo de uma nova fase do que a virada de ano, né?! Que tal, então, aproveitar que 2017 está fresquinho e começar uma graduação ou pós? O IED (Istituto Europeo di Design) está com vestibular para novas turmas logo aí, dia 24/01. A escola, que já formou mais de 90 mil estudantes, oferece cursos de graduação em design de produtos, design gráfico e digital e design de moda, que tem duração de 3 anos e ainda há chance de um intercâmbio internacional em outra sede do Grupo IED, na Itália ou Espanha, e possibilidade de dupla certificação – Itália e Brasil. O diploma é válido no Brasil (emitido pelo MEC) e na Europa, viu!?

Mas se seu foco é uma pós-graduação, há cursos em Fashion Marketing, e atualização em Shoes & Bags, Jewelry e Fashion Styling. Legal, né?! Bora começar?

ied_glamour_major_model

Trabalhos finais de alunos de Design de Moda, Felipe Pereira Gomes, Gabriela Pimentel, Giuliana Martins  (Foto: Jorge Luiz Corrêa Escudeiro)

 

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Sucos na berlinda! Experts fazem alerta sobre perigos de bebida detox

Sucos detox podem prejudicar a saúde quando não usados na dieta corretamente (Foto: Antonio Terron (Trunk Archive)) Junte folhas verde-escuras, frutas cítricas, talvez alguma berry, uma ou outra especiaria.

Sucos detox podem prejudicar a saúde quando não usados na dieta corretamente (Foto: Antonio Terron (Trunk Archive))Sucos detox podem prejudicar a saúde quando não usados na dieta corretamente (Foto: Antonio Terron (Trunk Archive))

Junte folhas verde-escuras, frutas cítricas, talvez alguma berry, uma ou outra especiaria. Muita água, nenhum açúcar. Com uma ou outra variável, a receita dos chamados sucos “verdes” ou “detox” virou febre entre as adeptas de dietas da moda ou até mesmo aquelas que querem apenas um estilo de vida mais saudável. Especialmente se consumidos em jejum, eles conquistaram espaço devido a um muito alardeado “poder” de limpar o organismo, melhorar a função digestiva e ajudar no processo de emagrecimento. Pesquisas recentes mostram que seus benefícios, no entanto, vão pelo ralo dependendo do objetivo a ser alcançado.


“Os sucos verdes ou funcionais têm sido usados com uma promessa maior do que realmente oferecem”, diz a endocrinologista Mariana Farange, do Rio. A “mágica” vendida é a de que eles sejam uma forma rápida de obter boa quantidade de fibras e antioxidantes, tornando-se uma ótima alternativa para quem não gosta de vegetais. Mas, se a mistura de ingredientes não for equilibrada, o suco se torna altamente calórico, comprometendo a dieta. “O maior erro é exagerar na quantidade de frutas, já que o excesso de frutose pode retardar ou até anular a perda de peso”, diz a naturopata e acupunturista Ísis Carvalho Gonçalves, de São Paulo.


Além de atrapalharem o emagrecimento, podem causar problemas gástricos, como azia, má digestão e até sobrecarga no fígado – esta última agravada em regimes líquidos mantidos por períodos prolongados.


“Escolher bem as frutas e os vegetais que vão integrar o suco matinal é fundamental. O abacaxi, por exemplo, pode ser muito ácido para ser consumido pela manhã, enquanto o melão e a melancia atrapalham a digestão”, diz Ísis.


Em caso de tratamentos desintoxicantes, para não errar, o mais indicado é dividi-lo em duas fases, pois o fígado precisa ser munido de todos os nutrientes para realizar bem sua função. Na primeira, somente líquida, entram combinações de hortaliças e frutas que ativem o metabolismo. “Geralmente são sucos à base de folhas verde-escuras, cenoura e maçã”, ensina Ísis. Essa etapa deve ser feita por, no máximo, dois dias, para evitar problemas hepáticos. Depois, na segunda parte, o cardápio “sólido” segue normal, com foco no consumo equilibrado de proteínas, legumes e vegetais.


Outro hábito que compromete a eficácia do suco verde é não consumi-lo assim que é preparado. “Ele precisa ser feito com ingredientes frescos e bebido imediatamente para que os nutrientes sejam mantidos”, diz Mariana. Se consumido pela manhã, é importante esperar meia hora para tomar café. “A bebida dificulta a fixação do cálcio. É necessário esperar esse período para que o mineral contido no suco seja absorvido”, diz Ísis.


MIX CERTEIRO
A conta ideal para o suco desintoxicante equilibrado é 90% de vegetais e 10% de frutas. Em geral, são usadas folhas verdes, como couve, salsa, hortelã e aipo, misturadas a uma maçã, que o deixa mais agradável ao paladar, ou limão, para garantir a ação antioxidante. “Oriento, ainda, acrescentar uma fonte de betacaroteno para melhorar a absorção do ferro. Cenoura e manga são boas opções”, diz Ísis.


Está na dúvida sobre como mesclar as frutas? As doces (banana, figo, mamão, manga, maçã vermelha) combinam com opções também doces ou semiáciadas (caju, carambola, goiaba, maracujá). Já as ácidas só devem ser misturadas entre elas, como acerola, laranja, limão, morango. “Essa indicação evita que o sistema digestivo seja afetado. Tudo o que atrapalha o processo gera oxidação, levando à inflamação do organismo, causando inchaços, fadiga e prisão de ventre”, diz Ísis.


Outro alerta importante: para quem tem o hábito de congelar a couve ou outras folhas batidas em forminhas de gelo, é preciso ter em mente que a função antioxidante é eliminada do alimento. “Facilita a vida, mas não é o ideal. Se puder, sempre use os ingredientes frescos”, diz Mariana.


PRONTO PARA BEBER
Com o trabalho que dá para picar, descascar, bater e coar o suco todo santo dia, não demorou muito para que surgissem as opções naturais prensadas e congeladas, vendidas em garrafinhas, e também as versões industrializadas. Contudo, para preservar os nutrientes, é preciso congelar o líquido imediatamente. “Para a função de desintoxicar, quando tomados em jejum, esses sucos não funcionam”, diz Ísis. “Bebida em caixinha, nem pensar”, alerta Mariana. “Elas contêm conservantes e nada de antioxidantes. Os produtos industrializados intitulados ‘detox’ não têm benefícios. É puro marketing.”


Receita precisa
É essencial misturar a quantidade correta de ingredientes para o corpo aproveitar os reais benefícios dos sucos funcionais. Duas especialistas no assunto dão a medida certa


PARA DESINTOXICAR

 (Foto: Thinkstock Photos) (Foto: Thinkstock Photos)

PARA EMAGRECER

 (Foto: Thinkstock Photos) (Foto: Thinkstock Photos)

PARA ANTIOXIDAR

 (Foto: Thinkstock Photos) (Foto: Thinkstock Photos)

PARA DESINTOXICAR

 (Foto: Thinkstock Photos) (Foto: Thinkstock Photos)

PARA EMAGRECER

 (Foto: Thinkstock Photos) (Foto: Thinkstock Photos)

PARA ANTIOXIDAR

 (Foto: Thinkstock Photos) (Foto: Thinkstock Photos)


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Saiba por que ser mulher custa mais caro

Todas as brasileiras pagam, em média, 10% a mais do que homens por produtos idênticos ou similares (Foto: Marcel Valvassori) Você sabia que uma calça jeans custa R$ 30 a mais para uma mulher do que para um homem? Que o modelo feminino de uma lâmina de barbear pode ser R$ 4 mais caro do que o masculino ? E que um corte de cabelo pode sair quase 1/3 acima do preço só porque a cliente é menina

Todas as brasileiras pagam, em média, 10% a mais do que homens por produtos idênticos ou similares (Foto: Marcel Valvassori)Todas as brasileiras pagam, em média, 10% a mais do que homens por produtos idênticos ou similares (Foto: Marcel Valvassori)

Você sabia que uma calça jeans custa R$ 30 a mais para uma mulher do que para um homem? Que o modelo feminino de uma lâmina de barbear pode ser R$ 4 mais caro do que o masculino? E que um corte de cabelo pode sair quase 1/3 acima do preço só porque a cliente é menina? A prática de cobrar preços mais altos para consumidoras incomoda feministas e estudiosos do mundo todo, que passaram a chamá-la de taxa rosa.


Raul e Teresa são irmãos gêmeos, têm 1 ano, mas desde o nascimento Raul tem chances de ser mais rico do que a irmã. Logo após o parto, os pais de Teresa começaram a pagar mais caro pelas roupinhas dela do que pelas dele. Uma camiseta de manga comprida para meninos saía por R$ 69 no e­-commerce da loja infantil Green em junho. As opções do mesmo produto para Teresa variavam de R$ 76 a R$ 89. O banho de Teresa também é mais salgado do que o do irmão. Um frasco de xampu com embalagem do filme Carros, com 300 ml, da marca Biotropic, na farmácia Netfarma, custava R$ 3,99 em uma promoção em agosto. Já o da Barbie, feito pelo mesmo fabricante, era vendido por R$ 9,40 na mesma ocasião. Se fossem adolescentes, a matemática não seria diferente. Raul pagaria R$ 379 por sua primeira calça Levi’s 501. Teresa desembolsaria R$ 30 reais a mais. Na vida adulta, tampouco a equação seria equilibrada. Se fossem cortar os cabelos juntos no Studio W, no Shopping Iguatemi, em São Paulo, Teresa desembolsaria R$ 308 e Raul, R$ 240.


Ao longo da vida, Teresa e todas as brasileiras pagam, em média, 10% a mais do que homens por produtos idênticos ou similares. Esses são os dados preliminares da primeira pesquisa que avalia preços e gênero do país, feita pelo professor de cultura e consumo da Escola Superior de Propaganda e Marketing Fabio Mariano Borges, de São Paulo, que será lançada no mês que vem. “A indústria e o varejo não sabem justificar”, afirma o pesquisador. “É um viés de mercado, um vício. Já trabalhei em muitas empresas e nunca ouvi ninguém dizendo que se deve cobrar mais por um produto só porque ele é voltado para o público feminino. É uma opressão, uma discriminação de gênero que se repete sem nos darmos conta. Por isso, é tão importante chamar atenção para a questão”, completa Borges.

É um vício de mercado, uma opressão, uma discriminação de gênero”Fabio Borges, professor da ESPM

Marie Claire vasculhou shopping centers, farmácias, lavanderias, cabeleireiros em São Paulo, além de lojas virtuais que atendem todo o país. Encontrou discrepâncias como as que estão no quadro no fim da matéria. “A taxa rosa, como é chamada essa cobrança abusiva de produtos para as mulheres, já é debatida há alguns anos no exterior, mas está sendo pensada há pouco tempo no Brasil. As marcas se aproveitam do desconhecimento das consumidoras para cobrar mais delas” afirma Nana Lima, da consultoria em mercado feminino Think Eva. “As consequências são terríveis porque as mulheres ganham menos e têm de pagar mais.” Dados da Organização Internacional do Trabalho mostram que as brasileiras recebem, em média, 22% menos do que os brasileiros para desempenhar a mesma função. Se, hoje, Teresa e Raul fossem adultos, trabalhassem no mesmo lugar e com o mesmo cargo e ela recebesse R$ 12 mil, é bem provável que Raul ganhasse R$ 14.640. Se Teresa gastasse 5% da renda com produtos de consumo pessoal, como mandam os manuais de finanças pessoais, desembolsaria R$ 600 por mês. Se o irmão comprasse exatamente os mesmos itens que ela, gastaria R$ 545. Se todos os outros gastos de ambos fossem equivalentes, Raul ficaria R$ 31.740 mais rico do que ela a cada ano. Em 20 anos, compraria um apartamento de dois quartos em um bairro de alto padrão em São Paulo. Já Teresa…

As consequências são terríveis, as mulheres já ganham menos”Nana Lima, consultora da Think Eva

As primeiras a atacar a taxa rosa foram as americanas. Em 1998, a cidade de Nova York criou uma lei que proibia os estabelecimentos de cobrar preços diferentes para homens e mulheres pelo mesmo serviço. Os alvos eram cabeleireiros e lavanderias. A regra não incluía produtos. Há dois anos, o coletivo feminista francês Georgette Sand decidiu se debruçar sobre os preços nas gôndolas de Paris. Criou um tumblr, o womentax.tumblr.com, para postar flagrantes. Uma mochila feminina, por exemplo, custava 6 euros a mais do que a versão idêntica masculina. Além do site, fizeram barulho com petições online e hashtags. A campanha chamou atenção das autoridades, que trataram de investigar o comércio. O governo francês criou, então, um Conselho de Consumidores para debater a questão.

Para o professor Fabio Mariano Borges, da ESPM, há uma motivação histórica para a taxa (Foto: Marcel Valvassori)Para o professor Fabio Mariano Borges, da ESPM, há uma motivação histórica para a taxa (Foto: Marcel Valvassori)

Graças a esse combustível, outros países decidiram olhar para o tema. Em abril de 2015, o coletivo australiano Get Up lançou uma campanha convocando os consumidores a denunciar lojistas que cobram a taxa rosa. Ação parecida fez o Departamento de Relações de Consumo (Departament Consumer Affairs, o DCA) da prefeitura de Nova York. Compararam as versões femininas e masculinas de 800 produtos em cinco indústrias, 24 lojas, 91 marcas e 35 categorias. Analisaram brinquedos, acessórios e roupas de crianças e adultos, produtos de cuidados pessoais e para a casa. Constataram que, em média, os direcionados ao público feminino custam 7% mais que os masculinos. O próprio DCA incentivou as consumidoras a denunciar abusos nas redes sociais.


O QUE ESTÁ POR TRÁS DA COBRANÇA?
Para o professor Fabio Mariano Borges, da ESPM, há uma motivação histórica para a taxa. “A partir do século 18, as lojas e o ambiente de consumo se tornaram espaços predominantemente femininos porque as mulheres eram – e são até hoje – as responsáveis pelo abastecimento da casa. Pegava mal, por exemplo, para um homem ser frequentador assíduo de uma loja. Hoje, elas são o maior grupo entre os consumidores e o varejo se adaptou a isso. Uma hipótese é a de que os preços mais baixos sejam um atrativo para os homens irem às lojas”, afirma.


Procuradas as empresas Gillette, Levi’s, Green, Track & Field afirmam que os produtos para o público feminino destacados pela reportagem têm particularidades que os tornam mais caros. No caso das lâminas de bar­bear, por exemplo, a Gillette diz que: “Venus é diferente de uma lâmina masculina porque os aparelhos […] apresentam cabo ergonômico e cartucho oval flexível que se adapta ao corpo feminino”. A Green atribuiu a diferença às estampas aplicadas sobre as camisetas. “Na nossa loja, a menina não procura coisas simples”, diz Márcia Naas, coordenadora de produto da marca. A Levi’s afirma que os produtos femininos possuem materiais, lavagens, customizações e aplicações diferenciadas. “A pirâmide de preços estende-se comparada ao masculino, por causa [dos] produtos e do comportamento da consumidora mulher, que não considera o preço um fator tão determinante para a compra”, disse a empresa por meio de sua assessoria de imprensa. A Track and Field  segue no mesmo tom. “A diferença de preço depende de fatores que vão da negociação do tecido […] ao tempo de produção do produto […]. Se levar em consideração dois produtos com as mesmas especificações, o preço não varia.” A Biotropic, fabricante dos xampus infantis, disse que não tem preços diferentes por gênero, mas que os varejistas têm liberdade de não utilizar as tabelas recomendadas. O cabeleireiro Studio W diz que a diferença se dá pelo tempo de manutenção dos cortes. “O homem, normalmente, corta o cabelo a cada 20-30 dias e a mulher a cada 40-90 dias ou mais”, afirmou a empresa, também por meio da assessoria.


Agora, cabe a nós, brasileiras, fazer barulho para revolucionar o mercado nacional. Encontrou preços diferentes para os mesmos itens dirigidos a homens e mulheres? Poste os flagrantes que encontrar e marque #pelofimdataxarosa.

 (Foto: )

 


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model