Sete frases feministas de celebridades para se inspirar

Emma Watson (Foto: Getty Images) Destaques em suas carreiras como cantoras, atrizes e políticas, algumas celebridades como Emma Watson , Beyoncé  e Hillary Clinton provam que têm muito mais a falar além de grifes de roupas, casamento e gravidez. Esses ícones da atualidade também têm usado o holofote para falar sobre igualdade de gênero, sexismo e independência feminina . Confira sete frases feministas que vão inspirar mulher es! O papel de Hermione Granger nos filmes da série Harry Potter deixou Emma Watson mundialmente amada e conhecida ainda quando criança.

Emma Watson (Foto: Getty Images)Emma Watson (Foto: Getty Images)

Destaques em suas carreiras como cantoras, atrizes e políticas, algumas celebridades como Emma Watson, Beyoncé e Hillary Clinton provam que têm muito mais a falar além de grifes de roupas, casamento e gravidez.


Esses ícones da atualidade também têm usado o holofote para falar sobre igualdade de gênero, sexismo e independência feminina.


Confira sete frases feministas que vão inspirar mulheres! O papel de Hermione Granger nos filmes da série Harry Potter deixou Emma Watson mundialmente amada e conhecida ainda quando criança. A menina que cresceu em meio ao estrelato hoje tem 26 anos e plena consciência de seu papel como uma influenciadora. “Não quero que o medo de fracassar me impeça de fazer o que realmente gosto”, disse a atriz.

A cantora Beyoncé (Foto: Reprodução / Instagram)A cantora Beyoncé (Foto: Reprodução / Instagram)

A cantora Beyoncé, de 35 anos, conquistou uma carreira de sucesso e sua independência financeira antes de se casar com o cantor Jay-Z, com quem tem a pequena Blue Ivy, de 4 anos, e tenta inpsirar suas fãs a seguirem seu exemplo. “Tenha certeza de que você tem uma vida própria antes de se casar”, sugeriu ela. 

Helen Mirren (Foto: Reprodução/Instagram)Helen Mirren (Foto: Reprodução/Instagram)

A vencedora do Oscar de Melhor Atriz de 2007, Helen Mirren acredita que toda mulher hoje em dia é feminista mesmo sem saber. “Acredito que toda mulher em nossa cultura é feminista. Elas podem não admitir, mas se pudéssemos levá-las em uma viagem no tempo, para 40 anos atrás e perguntássemos ‘é esse o mundo em que você quer viver?’, elas diriam ‘não’”, afirma a britânica de 71 anos.

A candidata Hillary Clinton (Foto: Future-Image / Getty Images)A candidata Hillary Clinton (Foto: Future-Image / Getty Images)


Com grandes chances de se tornar a primeira presidente mulher dos Estados Unidos, Hillary Clinton, de 69 anos, luta para que os direitos que as mulheres já conquistaram não sejam perdidos. “Cada momento que perdemos olhando para trás, nos impede de seguir adiante.”

Madonna (Foto: Getty Images)Madonna (Foto: Getty Images)

Quando tinha cinco anos, Madonna perdeu sua mãe, vítima de um câncer de mama. A experiência fortaleceu a menina que correu atrás de sua realização profissional. Chocou os conservadores com músicas que abordavam o prazer sexual feminino e hoje aos 58 anos ainda levanta a bandeira de que todas as mulheres devem falar o que pensam sem se importar com julgamentos. “Eu apoio a liberdade de expressão, de fazer o que você acredita que seja bom e de correr atrás dos seus sonhos.”

A atriz Anne Hathaway (Foto: John Sciulli / Getty Images)A atriz Anne Hathaway (Foto: John Sciulli / Getty Images)

Anne Hathaway, de 33 anos, nunca deixa que um homem a cale quando ela está dando suas opiniões. A vencedora do Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante em 2013, relembrou uma situação em que rebateu um comentário sexista. “Um homem me disse uma vez que para uma mulher, eu opinava demais. Eu respondi: ‘Para um homem, você é um pouco ignorante”, relembra.

Lena Dunham sempre discursa a favor da valorização do corpo feminino em suas várias formas (Foto: Reprodução/Instagram)Lena Dunham sempre discursa a favor da valorização do corpo feminino em suas várias formas (Foto: Reprodução/Instagram)

Lena Dunham, de 30 anos, não tem vergonha de mostrar seu corpo fora do padrão de beleza imposto para as mulheres. A protagonista e criadora do seriado Girls acha que as meninas devem parar de se cobrar por um físico irreal. “A Barbie é deformada. É ok brincar com ela desde que você se lembre disso”, disse ela. 



Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Polêmica! Tops aparecem sem joelho em capa de revista

Kendall Jenner e Gigi Hadid na capa da revista W (Foto: Divulgação) Kendall Jenner e Gigi Hadid são duas das maiores promessas da moda no momento, mas também acabam sendo vítimas do excesso de Potoshop. Capas da revista W, as duas apareceram sem joelho na imagem e a alteração logo virou polêmica nas redes.

Kendall Jenner e Gigi Hadid na capa da revista W (Foto: Divulgação)Kendall Jenner e Gigi Hadid na capa da revista W (Foto: Divulgação)

Kendall Jenner e Gigi Hadid são duas das maiores promessas da moda no momento, mas também acabam sendo vítimas do excesso de Potoshop. Capas da revista W, as duas apareceram sem joelho na imagem e a alteração logo virou polêmica nas redes.

Revista W (Foto: Divulgação)Revista W (Foto: Divulgação)

“Cadê o joelho delas?”, questionaram usuários no Twitter. “As pernas da Barbie parecem mais reais”, acrescentou outra. “Joelhos estão fora de moda“, ironizou outro internauta.


Teve ainda quem questionasse o uso de retoques em fotos da dupla. “Elas são lindas como são. Porque o photoshop foi permitido?”, perguntou uma fã.


A foto foi feita para a edição de aniversário de dez anos da publicação. Um porta-voz da revista se pronunciou sobre o caso: “As imagens de Kendall e Gigi são parte de uma projeto dos artistas Lizzi Fitch e Ryan Trecartin, que são conhecidos pelo uso deliberado da tecnologia digital, combinando distorções com maquiagem e prótese.”


Na foto interna, o braço de Gigi também aparece superalongado e fino.

Gigi e Kendall na W (Foto: Divulgação)Gigi e Kendall na W (Foto: Divulgação)


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Saiba por que ser mulher custa mais caro

Todas as brasileiras pagam, em média, 10% a mais do que homens por produtos idênticos ou similares (Foto: Marcel Valvassori) Você sabia que uma calça jeans custa R$ 30 a mais para uma mulher do que para um homem? Que o modelo feminino de uma lâmina de barbear pode ser R$ 4 mais caro do que o masculino ? E que um corte de cabelo pode sair quase 1/3 acima do preço só porque a cliente é menina

Todas as brasileiras pagam, em média, 10% a mais do que homens por produtos idênticos ou similares (Foto: Marcel Valvassori)Todas as brasileiras pagam, em média, 10% a mais do que homens por produtos idênticos ou similares (Foto: Marcel Valvassori)

Você sabia que uma calça jeans custa R$ 30 a mais para uma mulher do que para um homem? Que o modelo feminino de uma lâmina de barbear pode ser R$ 4 mais caro do que o masculino? E que um corte de cabelo pode sair quase 1/3 acima do preço só porque a cliente é menina? A prática de cobrar preços mais altos para consumidoras incomoda feministas e estudiosos do mundo todo, que passaram a chamá-la de taxa rosa.


Raul e Teresa são irmãos gêmeos, têm 1 ano, mas desde o nascimento Raul tem chances de ser mais rico do que a irmã. Logo após o parto, os pais de Teresa começaram a pagar mais caro pelas roupinhas dela do que pelas dele. Uma camiseta de manga comprida para meninos saía por R$ 69 no e­-commerce da loja infantil Green em junho. As opções do mesmo produto para Teresa variavam de R$ 76 a R$ 89. O banho de Teresa também é mais salgado do que o do irmão. Um frasco de xampu com embalagem do filme Carros, com 300 ml, da marca Biotropic, na farmácia Netfarma, custava R$ 3,99 em uma promoção em agosto. Já o da Barbie, feito pelo mesmo fabricante, era vendido por R$ 9,40 na mesma ocasião. Se fossem adolescentes, a matemática não seria diferente. Raul pagaria R$ 379 por sua primeira calça Levi’s 501. Teresa desembolsaria R$ 30 reais a mais. Na vida adulta, tampouco a equação seria equilibrada. Se fossem cortar os cabelos juntos no Studio W, no Shopping Iguatemi, em São Paulo, Teresa desembolsaria R$ 308 e Raul, R$ 240.


Ao longo da vida, Teresa e todas as brasileiras pagam, em média, 10% a mais do que homens por produtos idênticos ou similares. Esses são os dados preliminares da primeira pesquisa que avalia preços e gênero do país, feita pelo professor de cultura e consumo da Escola Superior de Propaganda e Marketing Fabio Mariano Borges, de São Paulo, que será lançada no mês que vem. “A indústria e o varejo não sabem justificar”, afirma o pesquisador. “É um viés de mercado, um vício. Já trabalhei em muitas empresas e nunca ouvi ninguém dizendo que se deve cobrar mais por um produto só porque ele é voltado para o público feminino. É uma opressão, uma discriminação de gênero que se repete sem nos darmos conta. Por isso, é tão importante chamar atenção para a questão”, completa Borges.

É um vício de mercado, uma opressão, uma discriminação de gênero”Fabio Borges, professor da ESPM

Marie Claire vasculhou shopping centers, farmácias, lavanderias, cabeleireiros em São Paulo, além de lojas virtuais que atendem todo o país. Encontrou discrepâncias como as que estão no quadro no fim da matéria. “A taxa rosa, como é chamada essa cobrança abusiva de produtos para as mulheres, já é debatida há alguns anos no exterior, mas está sendo pensada há pouco tempo no Brasil. As marcas se aproveitam do desconhecimento das consumidoras para cobrar mais delas” afirma Nana Lima, da consultoria em mercado feminino Think Eva. “As consequências são terríveis porque as mulheres ganham menos e têm de pagar mais.” Dados da Organização Internacional do Trabalho mostram que as brasileiras recebem, em média, 22% menos do que os brasileiros para desempenhar a mesma função. Se, hoje, Teresa e Raul fossem adultos, trabalhassem no mesmo lugar e com o mesmo cargo e ela recebesse R$ 12 mil, é bem provável que Raul ganhasse R$ 14.640. Se Teresa gastasse 5% da renda com produtos de consumo pessoal, como mandam os manuais de finanças pessoais, desembolsaria R$ 600 por mês. Se o irmão comprasse exatamente os mesmos itens que ela, gastaria R$ 545. Se todos os outros gastos de ambos fossem equivalentes, Raul ficaria R$ 31.740 mais rico do que ela a cada ano. Em 20 anos, compraria um apartamento de dois quartos em um bairro de alto padrão em São Paulo. Já Teresa…

As consequências são terríveis, as mulheres já ganham menos”Nana Lima, consultora da Think Eva

As primeiras a atacar a taxa rosa foram as americanas. Em 1998, a cidade de Nova York criou uma lei que proibia os estabelecimentos de cobrar preços diferentes para homens e mulheres pelo mesmo serviço. Os alvos eram cabeleireiros e lavanderias. A regra não incluía produtos. Há dois anos, o coletivo feminista francês Georgette Sand decidiu se debruçar sobre os preços nas gôndolas de Paris. Criou um tumblr, o womentax.tumblr.com, para postar flagrantes. Uma mochila feminina, por exemplo, custava 6 euros a mais do que a versão idêntica masculina. Além do site, fizeram barulho com petições online e hashtags. A campanha chamou atenção das autoridades, que trataram de investigar o comércio. O governo francês criou, então, um Conselho de Consumidores para debater a questão.

Para o professor Fabio Mariano Borges, da ESPM, há uma motivação histórica para a taxa (Foto: Marcel Valvassori)Para o professor Fabio Mariano Borges, da ESPM, há uma motivação histórica para a taxa (Foto: Marcel Valvassori)

Graças a esse combustível, outros países decidiram olhar para o tema. Em abril de 2015, o coletivo australiano Get Up lançou uma campanha convocando os consumidores a denunciar lojistas que cobram a taxa rosa. Ação parecida fez o Departamento de Relações de Consumo (Departament Consumer Affairs, o DCA) da prefeitura de Nova York. Compararam as versões femininas e masculinas de 800 produtos em cinco indústrias, 24 lojas, 91 marcas e 35 categorias. Analisaram brinquedos, acessórios e roupas de crianças e adultos, produtos de cuidados pessoais e para a casa. Constataram que, em média, os direcionados ao público feminino custam 7% mais que os masculinos. O próprio DCA incentivou as consumidoras a denunciar abusos nas redes sociais.


O QUE ESTÁ POR TRÁS DA COBRANÇA?
Para o professor Fabio Mariano Borges, da ESPM, há uma motivação histórica para a taxa. “A partir do século 18, as lojas e o ambiente de consumo se tornaram espaços predominantemente femininos porque as mulheres eram – e são até hoje – as responsáveis pelo abastecimento da casa. Pegava mal, por exemplo, para um homem ser frequentador assíduo de uma loja. Hoje, elas são o maior grupo entre os consumidores e o varejo se adaptou a isso. Uma hipótese é a de que os preços mais baixos sejam um atrativo para os homens irem às lojas”, afirma.


Procuradas as empresas Gillette, Levi’s, Green, Track & Field afirmam que os produtos para o público feminino destacados pela reportagem têm particularidades que os tornam mais caros. No caso das lâminas de bar­bear, por exemplo, a Gillette diz que: “Venus é diferente de uma lâmina masculina porque os aparelhos […] apresentam cabo ergonômico e cartucho oval flexível que se adapta ao corpo feminino”. A Green atribuiu a diferença às estampas aplicadas sobre as camisetas. “Na nossa loja, a menina não procura coisas simples”, diz Márcia Naas, coordenadora de produto da marca. A Levi’s afirma que os produtos femininos possuem materiais, lavagens, customizações e aplicações diferenciadas. “A pirâmide de preços estende-se comparada ao masculino, por causa [dos] produtos e do comportamento da consumidora mulher, que não considera o preço um fator tão determinante para a compra”, disse a empresa por meio de sua assessoria de imprensa. A Track and Field  segue no mesmo tom. “A diferença de preço depende de fatores que vão da negociação do tecido […] ao tempo de produção do produto […]. Se levar em consideração dois produtos com as mesmas especificações, o preço não varia.” A Biotropic, fabricante dos xampus infantis, disse que não tem preços diferentes por gênero, mas que os varejistas têm liberdade de não utilizar as tabelas recomendadas. O cabeleireiro Studio W diz que a diferença se dá pelo tempo de manutenção dos cortes. “O homem, normalmente, corta o cabelo a cada 20-30 dias e a mulher a cada 40-90 dias ou mais”, afirmou a empresa, também por meio da assessoria.


Agora, cabe a nós, brasileiras, fazer barulho para revolucionar o mercado nacional. Encontrou preços diferentes para os mesmos itens dirigidos a homens e mulheres? Poste os flagrantes que encontrar e marque #pelofimdataxarosa.

 (Foto: )

 


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Vamos pra Paris ver a Barbie já!

Quem não gosta da Barbie? Algumas bonecas foram icônicas ao longo dos anos! O museu Arts Décoratifs, em Paris, abre a sua 1ª exposição com foco na Barbie! A boneca, que surgiu em 1959, pode ser encarada por duas perspectivas (que são contempladas na expô) dependendo do público: pras crianças, ela evoca a alegria do brinquedo que é conhecido mundialmente; e pros adultos é uma maneira de ilustrar a história cultural e social da qual ela participou, do século 20 ao 21. São 700 Barbies expostas, além de documentos, vídeos, fotos, jornais e obras de arte de outros artistas com esse mesmo tema, mostrando ainda arquivos inéditos da Mattel.

Quem não gosta da Barbie? Algumas bonecas foram icônicas ao longo dos anos!
O museu Arts Décoratifs, em Paris, abre a sua 1ª exposição com foco na Barbie! A boneca, que surgiu em 1959, pode ser encarada por duas perspectivas (que são contempladas na expô) dependendo do público: pras crianças, ela evoca a alegria do brinquedo que é conhecido mundialmente; e pros adultos é uma maneira de ilustrar a história cultural e social da qual ela participou, do século 20 ao 21.


São 700 Barbies expostas, além de documentos, vídeos, fotos, jornais e obras de arte de outros artistas com esse mesmo tema, mostrando ainda arquivos inéditos da Mattel. A exposição inaugurou dia, 10/03 e fica até 18/09 – vale a pena conferir!


040316-exposicao-barbie (8)Quem não gosta da Barbie? Clica aqui pra ver algumas bonecas icônicas ao longo dos anos! Divulgação
040316-exposicao-barbie (1)Olha como ela era, quando surgiu em 1959! Divulgação
040316-exposicao-barbie (9)Aeromoça, 1961 Divulgação
040316-exposicao-barbie (2)Barbie “career girl”, 1963 Divulgação
040316-exposicao-barbie (7)Astronauta, 1965 Divulgação
040316-exposicao-barbie (11)Cirurgiã, 1973 Divulgação
040316-exposicao-barbie (3)Aeróbica, 1984 Divulgação
110316-exposicao-barbe-04Em 1985 se acreditava que esse era um look que dá pra usar de dia e de noite Divulgação
040316-exposicao-barbie (3)Vestida de Oscar de la Renta, 1985 Divulgação
110316-exposicao-barbe-08Ainda no mundo dos filmes olha a Barbie em “Grease – nos Tempos da Brilhantina”, 2004 Divulgação
040316-exposicao-barbie (10)Candidata à presidência, 1992 Divulgação
040316-exposicao-barbie (4)Com o New Look da Dior, 1997 Divulgação
040316-exposicao-barbie (5)De Diane Von Fustenberg, 2006 Divulgação
040316-exposicao-barbie-(12E a mais recente Barbie Lagerfeld. Um amor! 110316-exposicao-barbe-3Quem lembra da Barbie Moschino de 2015? Divulgação
110316-exposicao-barbe-05Teve ela de Versace também, 2004 Divulgação
110316-exposicao-barbe-10E de Sonia Rykiel, 2009 Divulgação
110316-exposicao-barbe-06A marca de bolsas Lancel também fez sua versão, 2013 Divulgação
110316-exposicao-barbe-11Famosas pelos seus sapatos Sophia Webster criou uma Barbie bem divertida, 2014 Divulgação
110316-exposicao-barbe-09E olha um street style em Tokio, 2015 Divulgação
110316-exposicao-barbe-2A boneca em um pebolim, 2009 Divulgação
110316-exposicao-barbe-07Inspirada na série “Mad Men” Divulgação
110316-exposicao-barbe-1Pros geeks, Barbie e Ken “Star Treck – Jornada nas Estrelas”, 1996


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models


Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model